Notícias

Carreira: como saber se estamos preparados para assumir novos desafios?

Na sua carreira, quantas vezes você já se perguntou se é realmente capaz de assumir uma nova função? E quantas vezes você concluiu que não estava no momento ideal para isso?

Esse tipo de dúvida não assombra somente quem está chegando ao mercado de trabalho. Até mesmo aqueles profissionais com um currículo bacana podem colocar em xeque os conhecimentos que levam na bagagem.

Mas então, qual seria a hora perfeita para dar o próximo passo na carreira? Será mesmo que esse momento existe?

“Se for esperar pelas condições perfeitas, talvez nunca fará nada”

Preparação para o mercado de trabalho: mito x realidade

A preparação para o mercado de trabalho engloba um conjunto de fatores. Passamos por cursos de qualificação, buscamos aperfeiçoamento por meio de estágios e estudamos muito sobre aquilo que será rotina na profissão.

Isso tudo faz parte da realidade de quem busca se destacar no mercado. Afinal, adquirir conhecimento técnico sobre a função escolhida ajuda a tornar o profissional uma referência na área.

Por outro lado, a ideia de que existe um ápice para essa trajetória de conhecimento faz com que alguns profissionais entendam que, se você não estiver neste ponto, talvez seja muito improvável ter sucesso. Esse mito cai por terra quando entendemos que o aprendizado deve ser e será constante ao longo da carreira.

“Hoje, mais qualificado que ontem. Porém, menos que amanhã”

Cuidado com a Síndrome do Impostor

carreira: você está pronto?

Você já ouviu falar na Síndrome do Impostor? Ela é classificada como uma desordem psicológica que faz com que as pessoas tenham dificuldades em reconhecer seus méritos e aceitar as suas conquistas.

Parece estranho, né? Nem tanto quando pensamos nos exemplos práticos de rotina.

  • Você se desgasta com um perfeccionismo extremo no trabalho
  • Está sempre se comparando e acha sabe menos que seus colegas
  • Você desiste de projetos ou mantém hábitos negativos que dificultam bons resultados.
  • Você foca nas críticas que poderá receber.
  • Seguidamente você percebe que está procrastinando nas suas tarefas importantes.
  • Tem muito medo de expor o seu trabalho e suas ideias
  • Sente necessidade constante de agradar todo mundo a sua volta

Tudo isso ocorre seguido por sentimentos de que aquilo não teria como dar certo – uma forma de auto-sabotagem podemos dizer.

Você se identificou com alguma dessas situações?

A Síndrome do Impostor pode ser a responsável por fazer com que você nunca se sinta preparado suficiente para exercer uma função. Mesmo que você busque melhorias constantes, o sentimento de insegurança em relação a sua capacidade costuma ficar evidente neste caso.

Como lidar com esses sentimentos?

Se você percebeu que foi pego de jeito pela Síndrome do Impostor, não hesite em procurar ajuda. A psicoterapia tem um papel importante quando aquele pensamento equivocado de se sentir como uma fraude for recorrente e trouxer prejuízos a sua vida.

Além disso, é importante que você:

  • Converse sobre as suas angústias com amigos, mentores e outros profissionais que você possa trocar uma ideia
  • Pratique o autoconhecimento
  • Entenda que todos estão sujeitos a falhas e que isso não define uma trajetória inteira
  • Perceba que é normal sentir ansiedade diante de uma situação nova.
  • Busque formas de aliviar o stress e a ansiedade. Pode ser com outra atividade não necessariamente ligada ao seu trabalho. A prática de um esporte é um exemplo disso.

3 dicas para saber se está pronto para uma nova função

Até aqui já falamos sobre alguns fatores importantes para que você identifique barreiras que podem te afastar de grandes oportunidades, certo? Depois de refletir sobre essas questões, a ideia é fazer um checklist de pontos que você precisa avaliar para saber se está pronto para o novo desafio.

1. Você conhece o seu perfil profissional

Conhecer o seu perfil profissional é importante para buscar uma carreira na qual você se sinta realizado. Para facilitar, podemos classificar 5 principais tipos: empreendedor, acadêmico, serviço público, organizacional e profissional liberal. 

2. Você tem uma meta de carreira

Quando você tem uma meta de carreira definida, você sente mais segurança ao disputar uma vaga, pois sabe exatamente porque ela é importante para a trajetória que está construindo. É esse planejamento que faz com que você enxergue onde deseja estar pelos próximos 5 anos.

Além disso, com uma meta clara, é possível estudar todos os passos que precisa seguir para chegar onde deseja. Isso inclui a avaliação de todas as competências necessárias, desvendando aquelas que você já tem e as que ainda precisa aperfeiçoar.

“Quando é óbvio que os objetivos não podem ser alcançados, não ajuste as metas, mas sim as etapas da ação”. Confúcio

3. Você trabalha as competências necessárias para a sua carreira

É importante destacar que a preparação para o mercado de trabalho não inclui apenas os conhecimentos técnicos. Como complemento, uma das formas de se destacar é trabalhando as  competências comportamentais, tais como capacidade de resolução de problemas, relacionamento interpessoal e liderança.

É importante identificar qual é o seu perfil profissional, quais são as competências comportamentais mais exigidas para o seu perfil  e  começar a se desenvolver nelas.

Se você tem investido no seu aprimoramento profissional, a prática vai fazer com que você continue e complemente esse aprendizado.

Não perca oportunidades pelo medo de arriscar!  

Se depois desse post você encontrou a motivação que faltava, aproveite para baixar esse guia definitivo para fazer um currículo matador.

Boa sorte! 

Leia também

Nenhum comentário

Deixe um comentário

Não vá ainda :)

Conheça em primeira mão os nossos artigos sobre carreira, mercado de trabalho e sucesso profissional! 
EU QUERO
Ao continuar, você está concordando com a nossa política de privacidade
close-link