competências comportamentais

O que eu gostaria de saber sobre competências comportamentais quando comecei a faculdade

A faculdade é uma etapa muito importante na formação profissional dos jovens. Afinal, esse é o momento para adquirir todo conhecimento possível a respeito daquele curso que você escolheu se dedicar. Por isso é muito importante que os estudantes consigam explorar o máximo possível desse período, buscando visões diferentes na sua área, para estar preparado para iniciar sua trajetória no mercado de trabalho.

Mas um fator muito importante acaba sendo negligenciado nesse período, que é o aperfeiçoamento das competências comportamentais. O profissional atual precisa possuir determinadas habilidades para se dar bem em sua carreira.

Porém muitos jovens não têm essa visão durante a graduação e não se preparam para tal e quando vão buscar um espaço no mercado de trabalho percebem que não estão totalmente preparados para os desafios da rotina de trabalho e não atendem aos requisitos buscados pelo mercado.

Mas não precisa ser assim. Existem formas de se preparar e usar a graduação ao seu favor. Por isso separamos algumas questões importantes que todo mundo gostaria de saber quando começou a faculdade.

Para exemplificar as questões aqui levantadas vamos apresentar alguns depoimentos de profissionais já renomados no mercado de trabalho, que vão nos mostrar como as competências comportamentais fazem toda a diferença em suas rotinas de trabalho.

 

Qual a importância das competências comportamentais para o mercado de trabalho?

Competência comportamental é a combinação de três fatores – conhecimento, habilidade e atitude – que propiciam resultados diferenciados. Para listar algumas das mais valorizados no mercado de trabalho, podemos citar a capacidade de criar relacionamentos interpessoais saudáveis, a resiliência, liderança, foco em resultado, comunicação assertiva, todas essas competências ajudam a tornar a rotina de trabalho mais efetiva e contribui para as organizações atingirem melhores resultados.

Por isso o mercado de trabalho atualmente têm priorizado profissionais que possuem competências comportamentais desenvolvidas e as colocam, muitas vezes, a frente do conhecimento técnico. Isso acontece pois acredita-se ser mais fácil desenvolver alguém tecnicamente do que mudar hábitos e comportamentos das pessoas.

 

As principais competências comportamentais na visão de profissionais de sucesso dentro de diferentes tipos de perfil profissional

 

Sidnei Paciornik (professor da PUC-RIO)

Primeira coisa que o mercado hoje busca é uma pessoa que tenha criatividade e independência. Um profissional criativo, que saiba ir além do que aprendeu, que seja independente e tenha gosto pela descoberta. Não é uma pessoa que vai apenas reproduzir informações, ele deve buscar coisas novas, descobrir e propor novas soluções”.

Josué Bressane (Sócio-Diretor da Falconi):

“A universidade em si não me deu nenhuma preparação para a área organizacional, então tive que aprender tudo na prática. Algumas das competências que considero importantes são a visão sistêmica de negócio, a capacidade de se relacionar e trabalhar em grupos”.

Paulo Monteiro (Co-fundador do Responde Aí):

Uma competência importante é você não ter medo de arriscar: eu quero fazer eu vou fazer. O conselho que eu daria para os jovens que desejam empreender é começar o mais rápido possível. Acredito que você não aprende a empreender lendo livro, acredito que você aprende começando, na prática mesmo.

Marco Tulio Zanini (Consultor de empresas):

Meça os riscos das suas decisões, mas não deixe de tomá-las e acreditar que você pode alcançar o seu objetivo final. Tenha autoconfiança. Busque ter certeza daquilo que quer, dessa forma será mais fácil alcançar seu objetivo”.

Gustavo Binenbojm (Procurador do Estado do Rio de Janeiro):

“ Acredito que as principais competências seriam o preparo técnico, idoneidade moral, independência dos interesses em jogo, persistência e determinação na busca de resultados, constante atualização e gosto por causas públicas”.

 

Dicas de como desenvolver as competências comportamentais durante a faculdade

 

As Universidades ainda não estão preparadas para desenvolver as competências comportamentais nos jovens, o foco é basicamente nos conhecimentos técnicos, no conteúdo acadêmico. Por isso é importante que essa iniciativa  seja do jovem, de buscar meios de obter uma formação completa. Listamos algumas dicas de como o estudante pode se desenvolver essas competências ainda na faculdade.

Garanta experiências extracurriculares: essa é uma forma de incrementar seu currículo, de estar mais qualificado. Alguns exemplos do que fazer:

 

  • Participe de Empresas Juniores
  • Bolsas de Pesquisa
  • Frequente palestras e seminários
  • Participe de projetos voluntários

 

Você pode gostar também

Newsletter

Novidades para sua carreira!

Receba novos artigos e fique informado das novidades.

Teste Grátis

Descubra em qual estágio de carreira você está.

Populares