sucesso-profissional

Estudar cálculo ou vender rifas? O que é melhor para o sucesso profissional?

O que é mais importante para o sucesso profissional?

Veja o exemplo de um estudante de engenharia: o que é mais importante para o sucesso profissional: estudar cálculo ou vender rifa para um evento de amigos?

Existe sem dúvida um consenso da importância de se aprender cálculo para quem estuda engenharia. O estudo de cálculo é de fato extremamente relevante para várias carreiras deste ramo.

Mas saber cálculo, assim como todas as matérias técnicas ensinadas na faculdade, não é por si só garantia de sucesso profissional na sua carreira.

De fato, existe um componente tão importante quanto as disciplinas técnicas para se obter sucesso profissional. Esse componente é conhecido como a prática das competências comportamentais.

Somente entendendo o que são e para que servem as competências comportamentais, você conseguirá compreender por que um simples evento como vender rifas pode ser tão relevante para sua carreira, quanto estudar cálculo para uma prova.

Mas por que vender rifas é tão relevante? Por que esse “exercício” trabalha na prática algumas das competências comportamentais mais importantes para a sua carreira: a comunicação assertiva e a negociação.

De nada adiantará saber cálculo, se você não souber, por exemplo, expor de forma clara para o seu chefe o problema que está tentando resolver e a solução proposta. Ou mesmo se você não souber comunicar uma ideia para que um investidor apoie o seu projeto. Ou ainda se você não souber como vender um projeto de consultoria, caso atue nesse ramo da profissão.

O que o mercado de trabalho busca?

O mercado de trabalho busca pessoas que saibam transmitir suas mensagens de forma eficaz e assertiva. Pesquisas recentes como esta feita pelo World Economic Forum ou a que saiu na Harvard Business Review dizem, por exemplo, que comunicação assertiva e/ou negociação estão na lista das 10 competências mais importantes para se entrar e ter sucesso no mercado.

Vender rifa, portanto, é apenas um exemplo de práticas que você pode e deve exercitar durante a faculdade para desenvolver habilidades de comunicação e negociação. Se você fizer isso de forma consciente, sem dúvida se tornará um profissional mais completo para o mercado. Basta que você entenda em que precisa se desenvolver e aprenda a utilizar as ferramentas para aprimorar essas competências.

Neste artigo vou explicar o que é comunicação assertiva e apresentar 5 dicas para você aprimorar essa competência e ter, portanto, mais chance de sucesso profissional. No próximo post falarei mais em detalhes e trarei dicas sobre a competência de negociação

Mas lembre-se, comunicação assertiva e negociação se aprimoram na prática, portanto encontre e/ou crie iniciativas para treinar essas competências. Vender rifas é só uma das milhares de possibilidades.

O que é comunicação assertiva?

Comunicação assertiva é a capacidade de transmitir ideias e informações de forma clara para indivíduos ou grupos. Para isso, utilizam-se diversos meios para ajudá-lós a compreender e reter sua mensagem e, consequentemente, promover o engajamento do público.

Dica 1: Adapte sua comunicação a diferentes públicos

Um dos elementos críticos da comunicação assertiva é a capacidade de adaptar sua linguagem para diferentes públicos e contextos.

Para se comunicar de forma eficaz você deve conhecer por exemplo as características do seu público, seus objetivos e a quantidade de tempo que você tem para apresentar, adaptando assim sua fala e/ou sua escrita.

A mesma mensagem pode ser entregue de muitas formas. Saber qual forma usar é crucial para uma comunicação eficaz.

Por exemplo: apresentar o resultado de uma pesquisa para um público acadêmico requer detalhes técnicos como metodologia, amostragem, dados, conclusões, futuras pesquisas e referências. Já apresentar essa mesma pesquisa para um público geral, requer um foco muito mais no resultado e nas suas implicações práticas.

Dica 2: Saiba utilizar linguagens não verbais

Comunicação assertiva não se restringe a comunicação verbal e escrita. Saber interpretar e utilizar linguagens não verbais é critico para passar sua mensagem de forma efetiva.

Dependendo da sua linguagem corporal e facial você poderá reforçar sua mensagem ou mesmo prejudicá-la.

Não deixe de pesquisar sobre as técnicas não verbais de comunicação. Um exemplo que não é visto de forma positiva é quando uma pessoa olha frequentemente para baixo quando conversa com outra pessoa.

Esse tipo de comportamento pode ser associado a medo, vergonha ou falta de interesse pelo assunto, podendo transparecer essa mensagem para a outra pessoa.

Mas lembre-se, existem também aspectos sociais que fazem comportamentos e expressões variarem dependendo do contexto cultural de uma sociedade.

Dica 3: Faça uma comunicação multimodal

Comunicação assertiva vai muito além do que escrevemos, falamos, gesticulamos e expressamos.

O mercado de trabalho busca profissionais que saibam se comunicar de forma abrangente e multimodal, ou seja, que também saibam utilizar recursos visuais e audiovisuais para transmitir sua mensagem de forma eficaz.

Tabelas e gráficos por exemplo são recursos excelentes para transmitir determinadas ideias com clareza.

Letras grandes nas apresentações são também pequenos detalhes cruciais! Hoje temos diversos recursos técnicos que nos fazem aprimorar nossa comunicação.

Dica 4: Aprenda técnicas – não fique só na intuição

Existem várias técnicas de comunicação assertiva como lógica da pirâmide, técnica do elevador, BenVaCa, MECE, Golden Circle, dentre outras.

Golden Circle por exemplo é uma técnica de venda/comunicação que começa sempre com o POR QUÊ. Em seguida explica O QUE e por fim o COMO. Essa técnica é bastante eficaz e ajuda a alinhar os propósitos antes de uma mensagem/venda.

Todas essas técnicas podem ser desenvolvidas e praticadas para melhorar a sua comunicação. Saber o que usar para cada contexto é essencial para o mercado de trabalho.

Pesquise sobre essas técnicas e aproveite seus trabalhos na faculdade para praticar!

Dica 5 – Organize suas ideias para ser mais convincente

Comunicação significa transmitir uma mensagem para um determinado público.

Para que essa mensagem seja transmitida de forma assertiva é preciso que ela esteja organizada de uma certa maneira.

Embasar por exemplo a sua mensagem em fatos e dados ajuda a trazer elementos e argumentos para os seus pontos. Busque fontes confiáveis de informações e sempre faça um duplo cheque de seus dados.

Organizar seus argumentos de maneira lógica e clara também ajuda a passar sua mensagem. Estude técnicas para aprimorar sua comunicação oral (apresentações) e escrita (textos).

Conclusão

Lembre-se, portanto, da importância de desenvolver sua comunicação assertiva enquanto estiver na faculdade.

Vender rifa pode ser um ótimo exercício, mas lembre-se dessas dicas antes de vender:

1)    Entenda qual é a sua audiência! E adapte o seu discurso

2)    Use linguagem corporal e facial para reforçar sua mensagem

3)    Faça uso de recursos visuais para destacar seus prêmios

4)    Venda o POR QUE (sua causa) antes de mostrar os prêmios

5)    Organize suas ideias de forma lógica para facilitar o entendimento do seu público

Você pode gostar também