Competências Notícias

Inteligência Emocional no trabalho: como aproveitar ao máximo seu potencial

inteligência emocional no trabalho

Um dos assuntos cada vez mais atuais no mundo corporativo é a importância da inteligência emocional no trabalho, independente de qual seja a sua escolha profissional. Para aumentar suas chances de conseguir a vaga dos seus sonhos e acesso ao mercado e trabalho é fundamental que você compreenda esse conceito e saiba como desenvolvê-lo.

Continue a leitura e descubra como estar preparado para os desafios do mercado de trabalho e como aproveitar ao máximo seu potencial e identificar seus gaps (onde precisa se desenvolver).

 

O que é Inteligência Emocional?

Inteligência Emocional é a capacidade de identificar nossas próprias emoções, assim como a de outras pessoas ao nosso redor.

Daniel Goleman, psicólogo PhD de Harvard, conhecido como o principal precursor do tema afirma que, todos nós possuímos dois tipos distindos de inteligência: QI (Quociente Intelectual) e QE (Quociente Emocional).

Este, por sua vez, afirma que o QI influencia apenas cerca de 20% em fatores que determinam o sucesso na vida de uma pessoa, enquanto o restante fica a cargo de demais variáveis.

Com a inteligência emocional, ou seja, quando se tem o controle de suas emoções, podemos alcançar objetivos com mais facilidade, deixar o caminho mais simples.

Para entender melhor a Inteligência Emocional, Goleman a separou em 5 pilares, que são:

  • Autoconhecimento: esse é o primeiro passo para o desenvolvimento da Inteligência Emocional no trabalho e em qualquer aspecto da sua vida. Quanto mais nos conhecemos, melhor conseguimos ter controle das nossas ações.
  • Controle dos impulsos, das próprias emoções: ou seja, é a capacidade de regular a si mesmo. Controlar melhor os seus instintos, entender quais são os possíveis gatilhos para a sua raiva, por exemplo. Dessa forma, você entende o que pode afetar o seu desempenho e sabe qual é a melhor forma e momento de agir.
  • Auto-Motivação: a motivação é o que nos impulsiona a correr atrás de nossos objetivos. Se manter motivado é preciso para que você possa explorar ao máximo o seu potencial.
  • Empatia: é a capacidade de se colocar no lugar do outro. Ela ajuda na criação de relações mais saudáveis.
  • Relações interpessoais: está diretamente ligada à empatia. É a capacidade de se relacionar bem em equipe, de saber potencializar suas habilidades dentro de um grupo.

 

Qual a importância da Inteligência Emocional no trabalho?

Atualmente valoriza-se muito o ambiente de trabalho enquanto um fator influenciador na produtividade e entrega de resultados de uma organização. Ou seja, as competências comportamentais de cada indivíduo e da equipe como um todo afetam o desempenho da empresa.

Afinal, as pessoas são a base de qualquer organização, e o desempenho delas é o que vai determinar o alcance dos resultados. Por isso a importância da valorização da Inteligência Emocional no trabalho!

Situações onde somos colocados no limite podem ser comuns no ambiente de trabalho. A chave é como você irá reagir a isso. É aí que entra a importância da Inteligência Emocional no trabalho enquanto fator decisivo para um bom relacionamento e entrega de resultados.

inteligência emocional no trabalho

Como a Inteligência Emocional pode ser um diferencial para conseguir a vaga dos seus sonhos?

Se destaca nos processos seletivos aquele candidato que demonstra possuir competências comportamentais mais desenvolvidas e alinhadas com os objetivos da empresa.

Então, você deve antes de tudo, fazer uma pesquisa sobre a empresa, busque entender como é sua rotina e a cultura organizacional. Em seguida, certifique-se de evidenciar as suas habilidades que podem contribuir para esses objetivos.

Além disso, a Inteligência Emocional ajuda você a manter o foco em seus objetivos, assim como a se manter motivado durante a sua trajetória profissional.

 

Quais são as competências comportamentais mais valorizadas pelo mercado de trabalho?

Antes de entender quais são as principais competências buscados pelo mercado atualmente, é importante que você tente entender a realidade da rotina da sua carreira profissional almejada.

Por que isso é importante? Pois dependendo da sua área de atuação essa valorização pode ser relativa. Por exemplo, em uma carreira liberal, a competência de trabalho em equipe não teria o mesmo caráter influenciador que no caso de uma carreira organizacional.

Converse com profissionais da área e entenda o dia a dia do trabalho e quais são as competências comportamentais que mais influenciam no desempenho e entrega de resultados.

Listamos algumas das competências que, no geral, são mais valorizadas e almejadas pelas empresas nos profissionais:

  • Liderança
  • Criatividade e Inovação
  • Foco em resultados
  • Resiliência
  • Comunicação Assertiva

 

Dica: como desenvolver suas competências comportamentais

As pessoas tendem a assumir que competências comportamentais são habilidades natas e que não podem ser desenvolvidas. Esse é um grande equívoco. É possível sim desenvolvê-las ao longo da sua formação.

O primeiro passo para isso é trabalhando o autoconhecimento. Entender quais são os seus “pontos fracos” e buscar meios para se desenvolver. Se você acompanha nossos conteúdos você provavelmente já sabe que a melhor maneira de aprender algo é na prática, sendo desafiado no dia a dia.

Saia da sua zona de conforto. Por exemplo, se você tem dificuldade de exercer o papel de líder, você pode se desafiar a entrar na Empresa Júnior e se candidatar a um cargo de liderança.

O Primeiro passo é você ter a consciência em que precisa se desenvolver, por isso o autoconhecimento é tão importante. Se você tem dificuldade de saber como identificar esses gaps, saiba que hoje existem no mercado ferramentas que podem te ajudar nesse caminho.

A plataforma da Cmov possui no seu método uma ferramenta que auxilia na identificação das competências comportamentais necessárias ao seu desenvolvimento. Além disso, fornece também quais são as ações mais adequadas para você, entre livros, filmes, projetos, jogos e ações de treinamento.

Leia também

Nenhum comentário

Deixe um comentário

Não vá ainda :)

Conheça em primeira mão os nossos artigos sobre carreira, mercado de trabalho e sucesso profissional! 
EU QUERO
Ao continuar, você está concordando com a nossa política de privacidade
close-link