Design-Thinking-Carreira

O que Design Thinking tem a ver com a sua Carreira?

Muitas pessoas passam grande parte de sua vida insatisfeitos com a carreira profissional que escolheu para seguir. Mas porque esperar anos para descobrir que você errou na sua escolha de carreira? E o que Design Thinking tem a ver com isso?

Parece um peso nas costas… Escolher qual carreira seguir não é tarefa fácil. O mais complicado é que você não tem hoje todas as informações necessárias para tomar uma decisão tão importante quanto essa. E muitas vezes você só descobre que errou quando já passou muito tempo.

Mas será que devemos de fato escolher uma carreira? Escolher pode implicar em selecionar algo que já existe. Porque não tentar construir em vez de escolher? Quando você encara o próximo passo de sua carreira por esta perspectiva, você pode pensar em “explorar” ao invés de “escolher” o seu futuro.

É aí que entra o Design Thinking. Uma metodologia de inovação que ajuda a construir soluções para problemas complexos. Problemas que não têm respostas nem certas nem erradas. Saber o que fazer ou qual carreira seguir é um desafio super complexo. O Design Thinking prevê um processo de 5 passos que pode te ajudar nesta jornada.

Descubra quais são os passos e o que Design Thinking tem a ver com a sua carreira

 

O primeiro passo do Design Thinking é a Empatia

“Apenas quando você entende as necessidades profundas de seu cliente é que você pode começar a desenhar soluções para seus problemas”. Só que neste caso o cliente é você mesmo. E a principal ferramenta para entender suas necessidades é a curiosidade.

Para isso você precisa se perguntar: “que tipo de atividade eu gosto de fazer no meu dia a dia?”; “o que eu gosto de fazer no meu tempo livre?”, “que causas eu defendo?”, “O que me dá realmente prazer?”, “No que sou realmente bom?”. Como sugestão, faça um log diário das atividades que te dão prazer e depois analise cuidadosamente essa lista.

O segundo passo do Design Thinking é a Definição

Uma vez respondidas as perguntas acima é preciso organizar e sintetizar as informações para que seja possível definir o problema de uma forma mais específica.  Perguntar-se qual deve ser o próximo passo de carreira é muito genérico.

Uma vez que você tem organizado seus interesses, suas competências, seus pontos fortes ou fortalezas e suas causas, você pode se perguntar quais carreiras se destacam nessa direção. Escolha um caminho para explorar. Resista a tentação de explorar tudo ao mesmo tempo. Mesmo que depois você descubra que esse não é o melhor caminho para você seguir.

O terceiro passo do Design Thinking é a Ideação

Nessa fase do Design Thinking você busca criar ideias para solucionar o seu problema. Essa é a hora de abrir novamente as possibilidades, mas dentro do caminho que você escolheu para explorar.

Crie uma lista de pessoas que tenham carreiras parecidas com aquelas que você gostaria de seguir. Pesquise sobre essas pessoas, visite sites de cursos onlines, converse e liste possibilidades de carreiras. Crie alguns critérios para ajudá-lo a delimitar as possibilidades e escolha uma carreira para prototipar.

O quarto passo do Design Thinking é o Protótipo

Por que esperar anos para descobrir que uma determinada carreira não é para você? Será que não tem um jeito de saber isso agora? De testar nossas carreiras hoje?

O protótipo serve exatamente para isso. Para se ter a vivência hoje de uma possível carreira no futuro. Essa é a fase de ir a fundo no protótipo de sua carreira. Busque conversar com pessoas que estão atuando nessas áreas. Pergunte-lhes sobre o seu dia a dia, seus desafios, sua formação, suas competências mais relevantes. Participe de conferências, workshops, busque fazer projetos nessa área, mesmo que de forma voluntária.

Faça o que você puder para ganhar “insights” do mundo real. Faça mais do que apenas ler um artigo ou pensar sobre a carreira. Através de cada atividade que fizer parte do seu protótipo, você aprenderá sobre os prós e contras dessa carreira e será capaz de tomar decisões mais certeiras para seguir em frente.

O quinto passo do Design Thinking é o Teste

Essa etapa é uma continuação da fase do protótipo. A cada nova experiência, você aprende mais sobre as premissas que você usou para “construir” o seu protótipo de carreira. Assim você pode redesenhar novos protótipos com as novas informações que adquiriu no seu teste. E fazer esse processo iterativo e de aprendizado contínuo para estar mais seguro do seu próximo passo de carreira.

 

Conclusão

A vantagem de você utilizar o processo de Design Thinking para ajudar a pensar na sua carreira é que você está sempre aprendendo e o melhor, de forma rápida. Você torna o processo de construção de sua carreira mais leve e vai tendo pistas cada vez mais certeiras de qual caminho seguir. O que pode ser um alívio para o peso de uma decisão como esta de carreira.

Acesse o nosso site Cmov e tenha acesso a dicas e ferramentas especializadas que vão ajudá-los a definir suas metas de carreira, assim como encontrarem meios para se capacitar para as exigências do mercado de trabalho.

Você pode gostar também