Notícias

Como fazer uma pausa consciente diante das mudanças

pausa_para_mudanças

Existem transformações externas ao nosso controle. Em um século cujas mudanças acontecem repentinamente, concordar com isso não é uma questão de posicionamento ou opinião: é aceitar a realidade. Talvez a melhor solução seja fazer uma pausa inteligente.

Nesse artigo vamos falar um pouco sobre a necessidade de acompanhar esse fluxo de transformações. Abordaremos também de que forma as pequenas paradas reflexivas podem contribuir para tomada de consciência e ajudar-nos a fazer a melhor escolha, tanto na vida pessoal quanto profissional.

A pausa como ferramenta de reflexão

Sabe aquele botão de pausa? Aquele que você aciona quando as coisas estão indo muito rápidas, quando você precisa respirar. Ou mesmo quando tá tudo muito parado e você precisa dar um tempo na quietude do seu espírito pra iniciar alguma coisa? Então, a pausa é uma das melhores funções do controle que você – no papel de protagonista da sua vida – pode utilizar quando achar que precisa parar um pouco pra refletir sobre as questões que estão constantemente surgindo e tensionando a sua mente.

Seja na vida pessoal ou profissional, uma das coisas que tem certo poder de mexer com a nossa tranquilidade é a mudança. E, de uns tempos pra cá, a mudança tem se multiplicado tão rapidamente que, para muitas pessoas, essa pluralidade de novas formas de viver e enxergar o universo se materializa com um peso negativo, como uma carga difícil de administrar.

É certo que a mudança provoca a nossa capacidade de adaptação contínua aos movimentos e curvas que surgem pelos rumos que trilhamos em nossas vidas. No entanto, isso não significa que alienar-se às transformações seja a solução mais inteligente – na verdade, esse caminho é o mais perigoso.

Carreira: mudanças pelo caminho

Na seara profissional, as mudanças acontecem o tempo todo. Porque até que você descubra o que realmente faz sentido pra você, quais caminhos percorrer e onde é o “lá” que você tanto deseja chegar, certamente você vai precisar aprender a superar muitas frustrações. Nesse caso, quando você se sentir dominado pela dúvida ou pelo desespero, não faça como o avestruz. Em outras palavras: não se esconda da possibilidade real de enfrentar a dificuldade e sair ainda mais forte dela.

Hoje, graças ao advento da tecnologia – e com a devida possibilidade de acesso à informação – somos capazes de buscar respostas para vários dos nossos questionamentos com alguns cliques. Em termos de carreira, por exemplo, se você tem dúvidas e reconhece que está passando por uma situação em que precisa parar um pouco pra pensar sobre si, dê importância a isso. Olhe para o problema e pense nele. Se dê uma pausa para tentar entender e acostumar-se com a ideia de que você pode estar passando por um momento de transição e descobertas e que isso é absolutamente normal. Aqui no blog mesmo nós oferecemos muitas dicas que podem certamente te ajudar a pensar sobre boas ações para investir na sua vida. Por exemplo, veja esse artigo sobre profissões do futuro e esse outro sobre 6 dúvidas comuns a respeito de carreira.

Leia, pesquise, pergunte, atualize-se. A mudança pode ser percebida como um verdadeiro caos quando você enxerga suas consequências com medo. Por outro lado, como um verdadeiro prazer quando você entende que sentido ela pode ter na sua vida e, com isso, atribuir suas energias para o campo da ação.

Não faça como o avestruz

Escolha fazer uma pausa. Pausa para aprender a distinguir entre as situações que você pode mudar e as que você não pode – e as consequências para cada uma delas. Pausar não é parar. É se presentear com um intervalo – que pode ser longo ou curto, mas que você sabe que vai retomar em algum momento.

Quando você tem condições de enfrentar seus anseios relativos às transformações recorrentes do dia a dia e opta por se esconder, a alienação acontece. Nesse caso, o botão que você pressiona não é aquele que te proporciona um período de reflexão e autoconhecimento. Fechar-se, esconder-se, nesse caso, significa fazer como o avestruz quando está com medo: desligar-se. E este sem dúvida, não é o melhor caminho. Pare e descubra que as mudanças podem ser uma enorme oportunidade para que você descubra caminhos e soluções que nunca antes havia imaginado.

Se você gostou desse assunto, indicamos a leitura de Você, eu e os robôs, livro da Martha Gabriel que fala sobre as relações entre os seres humanos e a tecnologia.

Leia também

Nenhum comentário

Deixe um comentário

Não vá ainda :)

Conheça em primeira mão os nossos artigos sobre carreira, mercado de trabalho e sucesso profissional! 
EU QUERO
Ao continuar, você está concordando com a nossa política de privacidade
close-link